S O B R E A B A N D A

O R I G E M

São Paulo, Brasil

 

G Ê N E R O S

música celta / irlandesa

folk psicodélico

 

A N O

2017 - presente

B A N D A S I N F L U E N T E S

Oran, Flook, Lúnasa,

KANThe Gloaming, Elephant Sessions

Pink Floyd, Jethro Tull, Zac Zinger

G Ê N E R O S I N F L U E N T E S

Irish trad, native american,

choro, rock psicodélico,

jazz, vaporwave

A Harmundi é a nova geração de filhos da música celta contemporânea, que vem temperando temas tradicionais irlandeses com improvisos psicodélicos, sabores do choro e do jazz e pitadas de folk do mundo todo. A música que resulta disso é moderna, desafia estereótipos e muitas vezes é criada no próprio palco, para nunca mais ser repetida da mesma forma – o que torna cada apresentação uma experiência absolutamente única.

 

A banda surgiu 2017 com um grupo de jovens que, cansados do estresse paulistano e da falta de significados da vida pós-moderna, reuniam-se semanalmente para tocar música irlandesa e, em cima disso, criar um som único e uma banda que fosse maior do que todos juntos. O amor e dedicação que investiram nisso significou que, desde 2019, a Harmundi cresce exponencialmente, despontando com um dos shows mais inovadores da cena folk e alternativa brasileira, e ganhando palcos na noite do centro de São Paulo e de cidades próximas como Guarulhos e Campinas.

 

Acreditamos que um show tem que ser uma experiência sensorial completa. Por isso estamos sempre investindo e elaborando uma coleção de luzes próprias, que deixam um inegável sabor psicodélico no som.

Harmundi começa onde terminam as palavras, expressando sensações e emoções que não poderiam ser ditas de outra maneira se não com a música.

foto: Leonardo Ramos

P A U L A C A M A C H O

Nossa bússola musical, flautista clássica formada pelo Conservatório de Tatuí, e cientista formada pela Universidade de São Paulo.

Violonista por parte de pai, treinada nas artes do choro e da música popular brasileira – e nas harmonias da música tradicional irlandesa, graças às Irish sessions de São Paulo.

Depois de tocar em mais bandas do que conseguimos lembrar (de orquestras sinfônicas ao choro e ao progressivo), propôs a criação da Harmundi no dia do seu aniversário em 2017.

F E L I P E T U P Ã

Editor de vídeo com um currículo de tirar o chapéu; guitarrista desde a infância, com suas origens musicais no rock e no jazz fusion.

 

Versado no bandolim e banjo irlandeses graças às Irish sessions de São Paulo. Juntou-se à Harmundi em 2018, poucos anos depois de entrar em contato com a música tradicional irlandesa. Vive ameaçando cantar.

 

Aprendeu as artes da operação de som na raça durante os nossos shows, tornando-se nosso técnico oficial até hoje. Junto com o Leo, foi responsável pela edição e mixagem dos nossos três primeiros álbuns.

foto: Thadeu Farias

T H O M A S M O U R Ã O

Designer gráfico especializado em user experience, carreira que o levou a residir nas mediterrâneas terras de Barcelona. Não sabemos ao certo suas origens musicais.

 

Baterista na juventude e mestre nas whistles e low whistles irlandesas graças às Irish sessions de São Paulo – onde conheceu a Paula e o Leo, co-fundadores da Harmundi. O Tupã, já o conhecia de outros Natais.

Desenvolveu nosso logotipo, nosso conceito gráfico, a capa do nosso segundo álbum e plantou a semente do improviso livre no nosso som. Atualmente participa da banda à distância.

foto: Marina Telles

L E O N A R D O R A M O S

 

Fotógrafo e cineasta, trabalhou em documentários para a NatGeo e fez pós em Comunicação de Ciências na Nova Zelândia. 

Vem do piano erudito, do jazz, do rock, do vaporwave, do synthwave e da música nativa americana. Toca flauta irlandesa graças às Irish sessions de São Paulo e tem o péssimo hábito de cantar e arriscar temas irlandeses em outros instrumentos exóticos, como a ocarina transversal.

Emprega sua experiência de diretor de fotografia criando as luzes dos nossos shows, e faz as vezes de produtor da banda.

 

foto: Thadeu Farias

 
M Í D I A
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • iTunes - Círculo Branco
  • Deezer - Círculo Branco
  • SoundCloud - Círculo Branco
 
D I S C O G R A F I A
UM ORVALHO BOREAL
2020
Nosso primeiro álbum de estúdio deveria ter sido lançado nos primórdios de 2019, quando começamos a tocar profissionalmente. Um problema técnico nos forçou a regravar boa parte das faixas, o que nos deu tempo para amadurecer as músicas e finalizá-las com um capricho a mais.
Produzido, gravado, mixado e finalizado de forma 100% independente, Um Orvalho Boreal é o retrato da fase Brasileira da banda – que está de mudança para Galway, na Irlanda. Estes foram nossos primeiros sets, nossas primeiras aventuras na música Irlandesa e nossas primeiras experimentações psicodélicas.
Em seu lançamento, a faixa Morning Chicken ganhou um clipe exclusivo, que foi exibido no Festival Celta Brasil 2020, o mais tradicional festival de música e cultura celta do Brasil.
A arte da capa é do Thomas Mourão, nosso whistler e designer.
2019: A BREEZE ODYSSEY
2019
Uma compilação dos melhores momentos ao vivo no primeiro ano de shows da Harmundi, em São Paulo, Brasil.
Muitas dessas faixas foram tocadas uma única vez, de improviso no palco, para nunca mais serem ouvidas – exceto, claro, neste álbum. Elas são o que fazem nossos shows serem, cada um, uma experiência singular.
Em seu lançamento, algumas faixas deste álbum foram transmitidas pelo Irish & Celtic Music Podcast, um dos podcasts mais ouvidos na Apple Podcasts, três vezes vencedor do Best Podsafe Music Podcast, do Podcast Awards.
A arte da capa é do Leonardo Ramos, nosso flautista, vocalista e diretor de iluminação.
 
C O N T A T O

L E O N A R D O  R A M O S

1 1 - 9 9 4 5 6 7 4 4 3

P A U L A  C A M A C H O

1 1 - 9 4 9 0 2 4 7 2 9

E M A I L

harmundicelta@gmail.com